Não se arrependa das pegadas que deixou.

Foram tantas estradas…
Tantos caminhos…
Muitas vezes achava que não ia suportar o peso,
as dificuldades, a responsabilidade…
Mas aqui estou.

Quantos sorrisos, alegrias, risadas gostosas…
Quantas trapalhadas, vergonhas, orgulhos,
Quantos prazeres…
Momentos únicos, simples, complexos, inteiros…
Com sol, com luz, com paz, com amor…
E aqui estou.

Derrapei em várias curvas,
Acelerei quando deveria ter freado
E freei quando deveria ter acelerado
Não nasci sabendo dirigir a vida
Fui e venho aprendendo… Não nasci sabendo como seriam as estradas,
Fui e venho dirigindo e aprendendo.

Por onde andei, ficou um pouco de mim.
Sonhos não realizados,
Sonhos realizados…
Alegrias, tristezas, amigos, amores…
Um pouco e muito de mim.

De tudo só tenho uma certeza:
nunca estive só.
Um dia, vou olhar isso tudo e entender
que em todos os momentos, em todos os caminhos
Deus estava comigo.

Por isso, não me arrependo das pegadas deixadas,
mas me esforço para seguir em minhas novas estradas
com amor, consciência, e Fé, muita Fé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *