Julgar é fácil. Compreender e perdoar: eis o desafio.

Em cada um,
uma história.
O que foi ensinado
vivido, valorizado… Em cada um,
forças, fraquezas,
medos e coragens.

Derrotas que machucaram.
Vitórias que fortaleceram
Dificuldades, tristezas, alegrias…
Tudo constrói um ser.
Amor, falta de amor, excesso de amor…
Fé, falta de Fé.

Necessidade de aceitação,
medo da rejeição,
palavras, atitudes, exemplos.
Tudo constrói um ser.

E você quer julgar.
Uma atitude,
um comportamento,
um excesso…
Tanta história até isso chegar…
Não é aceitar o erro,
não é aplaudir, enaltecer,
fingir que não houve.
É compreender,
perdoar e ajudar.

Que jogue a primeira pedra
quem nunca pecou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *