Há tempo de plantar há tempo de colher.

Mas o trabalho
é contínuo.
Amanhece e o guerreiro parte.
Há o ser que precisa de alimentos
De casa, de roupas…
O ser que precisa e
o ser que provêem.
Amanhece e o guerreiro parte.
Há o ser que necessita de paz,
de fé, de esperança, de luz…
O ser que necessita e
o ser que provêem.
Amanhece e o guerreiro parte.
Há o ser que pede risos, alegrias,
carinho, amor…
O ser que pede e
o ser provêem.
Amanhece e o guerreiro parte.
Sem descanso.
Plantando.
Colhendo.
Vivendo… E quando um ser se sacia,
outro clama!
Anoitece e o guerreiro parte.
Em sonhos, em preces, em esperança.
Continua seu trabalho.
E sua alma agradece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *