A semente não desabrochou?

Mude o solo.
Algumas precisam de calor e chuva
outras, só do frio.
Há as que não se incomodam com o vento,
as que se fortificam com o calor,
as que nascem na água
e as que nascem no deserto.
Há sementes para todos os solos.
Mas é preciso encontrar o solo certo.
Cada alma, uma semente
Para cada alma um solo.
Ser quem não nasceu para ser
Jogar-se num solo errado
e insistir.
Como crescer assim?
– Pergunta em desespero a alma do guerreiro
Fechando os ouvidos com
barulhos,
tapando os olhos com distrações,
se escondendo com medo
Ele finge não ouvir e no efêmero
se esconde e segue… Mas um dia o silêncio chega
e com ele vem o solo certo
E nasce a coragem
do nada,
literalmente, do nada.
Feliz, nascendo,
a alma finalmente agradece e
floresce.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *