A águia nasceu pra ser águia. O leão, pra ser leão. E você? Nasceu pra ser o que?

Na habilidade das mãos,
na facilidade da fala,
na concentração
na persistência… No fazer,
no pensar,
no liderar,
no apoiar… Para cada habilidade,
uma arma,
um guerreiro… Tudo tem um propósito.
Tudo vem com um propósito.
A águia, o leão,
o pinheiro, a orquídea… Nascem,
crescem,
são o que nasceram para ser. – Mas quando me perdi?
Quando deixei de ser o que devo ser?
Triste questiona o guerreiro. – O que importa é o que fará hoje.
Responde sua alma.
No silêncio reabrirá as portas,
com os sentidos,
receberá os sinais.
E com coragem,
seguirá o seu verdadeiro
caminho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *