Pratique o silêncio e ouvirá seu coração.

Vem de todos os lugares,
a todo momento,
de todos os tempos,
com todos os sentimentos.
Trás medo, esperança,
risos, lágrimas.
Comanda, determina, dirige.
Inquieta, insiste, invade.
Tão presente, tão normal… Mas o presente real some.
Vai do passado para o futuro
para o passado para o futuro…
Círculo interminável,
sem paradas.

E sufocada, com um grito preso,
a alma, de dentro do coração,
chora, lamenta:
– Pare, mente, e me ouça!
E é apenas no silêncio,
do presente,
Apenas domando a mente
que o guerreiro encontrará
o caminho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *