É no intervalo do silêncio que se faz a música.

Vem de seus passos na grama,
Dos galhos balançando ao vento,
Da chuva caindo… Vem dos trovões,
Dos pássaros, dos bichos… Vem do rio que corre,
Das águas batendo nas pedras.
Das ondas do mar quebrando nas praias.

E vem de dentro,
tão forte, tão dominador, tão possessivo.
Vem sempre te afastando de tudo que te leve pra mais perto de Deus.

E é apenas quando não vem,
que na verdade ouvimos.

É do silêncio que vem a música que embala e fortalece a alma.

É do intervalo do silêncio,
que nasce a música Divina.

É nesse momento que estamos perto de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *