Após o nevoeiro, o sol brilha mais forte.

A névoa é baixa, densa.

O solo úmido, escorregadio…

Os sons vêm de todos os lugares.

Assustam, preocupam, paralisam.

 

É preciso seguir.

Lentamente, cuidadosamente, mas seguir.

 

Vem a noite, outro dia, outra noite.

A névoa persiste, testando o guerreiro.

Parar? Jamais!

 

Paz, calma e tranqüilidade trazem luz.

A névoa não briga, dissipa.

O instinto vence os sentidos.

 

O sol começa a surgir, aos poucos.

A paz traz a luz.

O sol volta mais forte!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *