Não perca a borboleta…

Oportunidade sem ação é desperdício. Ação sem oportunidade é preparação.  Os sinais nos cercam a todo momento. Temos oportunidade e não agimos. Ao invés de nos prepararmos, postergamos. Ainda assim continuamos a receber sinais, a ter oportunidades mas optamos pelos velhos caminhos conhecidos. A vida nos mostrando e nós nos escondendo. E o tempo passa, a sensação que fica é de que podíamos ter feito tanta coisa. E aí começamos a viver das histórias do que teríamos  feito, justificando nossa paralisia pelo rumo que a vida nos impôs.

Livre arbítrio seria o que? Os calos e as dores da vida fazem dos pais, muitas vezes, péssimos conselheiros. Direcionar para o caminho da segurança sem ouvir o coração dos filhos deveria ser considerado crime. Matar sonhos? Existe algum caminho fácil? Alguma garantia de paz e sucesso em qualquer profissão? Ajudar a transformar os sonhos em realidade. Educar fica sobre uma linha muito tênue entre segurar e soltar. Como uma borboleta em nossas mãos. Se apertar muito ela morre, se abrir muito ela voa. Mas ela foi feita para voar…

Na foto desse texto deveria ter uma borboleta. Essa planta fica na varanda da minha casa e hoje ao vê-la tão florida fui fotografá-la. E eis que aparece uma linda borboleta no momento em que eu estava com a câmera escolhendo o melhor ângulo da foto. Fiquei esperando que ela pousasse, que o ângulo ficasse melhor e aí a borboleta voou. Perdi a oportunidade. Não era uma foto para ser premiada. Era um simples registro de uma floração linda que, naquele momento, recebia uma borboleta. Perdi a oportunidade. Mas me veio a ideia do texto. Essa não perdi…

Viver de olhos e sentidos abertos, enxergando e aproveitando as oportunidades. Nunca transferir nossas certezas para nossos filhos quando formos conversar sobre seus futuros. Ajudá-los a fazer de suas vidas um jardim cheio de plantas floridas e cheio de borboletas que, pra qualquer lugar que eles virem suas máquinas, tenham sempre uma borboleta para ser fotografada. Missão complicada, missão de pais…

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *